Cammino Digital

Como não destruir sua lista de e-mail marketing

O e-mail marketing é uma das estratégias de marketing digital que merece destaque, já que é bastante eficiente, seja para geração de leads ou prospecção de novos clientes, porém é necessário planejamento. Um dos segredos está na sua lista de e-mail, sabia? Se ela não for saudável, ou seja, de qualidade, a sua empresa não vai conseguir alcançar os resultados esperados, já que as mensagens não estarão sendo direcionados para os indivíduos certos.

Sabemos que, às vezes, é difícil saber o que fazer para que a sua lista de e-mail marketing seja relevante. Pensando nisso, nós criamos esse artigo, com dicas para que você não destrua a sua lista de e-mails! Confira a seguir e comece hoje mesmo a trabalhar para que a base da estratégia de e-mail marketing da sua empresa seja um sucesso, com resultados concretos e surpreendentes.

Crie a sua própria lista de e-mails

            É muito comum ver listas de e-mails sendo vendidas na Internet e, diversas empresas, que desejam economizar tempo, acabam optando por comprá-las. Esse é um erro que pode destruir a sua estratégia de e-mail marketing. Mesmo que estejam vendendo uma lista focada em determinada região ou cidade, essa não é um bom caminho a ser seguindo, por três simples motivos:

1 – Embora a lista seja de determinada região, é muito provável que a maioria dessas pessoas não esteja interessada no seu negócio;

2 – É antiético. A sua empresa vai enviar e-mails para pessoas que não autorizaram que você entrasse em contato com elas. Isso é muito desagradável e pode acabar atrapalhando a reputação da sua empresa;

3 – A lista pode ser antiga e muitos e-mails podem ser inválidos ou mesmo estarem em desuso.

Envie campanhas segmentadas

Talvez você não saiba, mas enviar campanhas segmentadas é muito importante para que as pessoas não se descadastrem da sua lista ou marquem os e-mails da sua empresa como spam, o que afeta diretamente a sua base de e-mails.

Quando falamos em campanhas segmentadas, queremos dizer que nem todo mundo da sua lista de e-mails se encontra na mesma jornada de compra e, por isso, não adianta enviar um e-mail de compra para indivíduos que já estejam posicionados no topo do funil, por exemplo.  Sacou?

Esteja sempre em busca de melhorias         

Para que a sua lista de e-mails se mantenha saudável, é muito relevante também que a sua empresa esteja sempre em busca de melhorias. Nesse sentido, uma ótima maneira é monitorar e fazer constantes análises das métricas. Veja abaixo alguns exemplos de indicadores que devem ser sempre acompanhados.

– Taxa de entrega – Esse é o indicador que representa a quantidade de e-mails que foram entregues aos destinatários;

– Taxa de crescimento da lista – Representa a quantidade de novos e-mails cadastrados na sua base, a partir de diversas ações feitas pela sua empresa, como formulários em Landing Page, por exemplo;

– Taxa de abertura – Apresenta o número de pessoas que realmente abriram o e-mail enviado, dividido pela quantidade de pessoas que receberam;

– CTR (Click-through-rate) – É a taxa que compara a proporção de cliques com a quantidade de pessoas que, de fato, abriram o e-mail;

– Taxa de inativação da lista – É o indicador que demonstra a quantidade de pessoas que não estão engajadas com a sua empresa;

– Taxa de cliques – Representa a quantidade de e-mails que, de fato, foram clicados.

Não se esqueça de eliminar os “hard bounces”

O termo “Hard Bounces” nada mais é do que os endereços inválidos que não recebem os e-mails que a sua empresa está enviando. Para que a sua lista se mantenha saudável, é muito importante que você elimine esses e-mails inválidos, evitando assim uma má reputação com o servidor de e-mails que usa.

Os “Hard Bounces” ocorrem por diversas razões, como por exemplo, digitação incorreta na hora do cadastro ou simplesmente por estar inativo. Também é possível que quando as pessoas saem de determinado emprego, parem de utilizar o e-mail empresarial, gerando assim e-mails inválidos para as listas de e-mail marketing em que estavam cadastrados.

Uma boa dica: é recomendado que a quantidade de “Hard Bounces” não ultrapasse 3%. Fique de olho e faça uma limpa na sua lista de e-mails!

Atenção aos leads desengajados

            Como já falamos anteriormente, é muito importante ficar de olho nas métricas! Ao olhar a métrica de abertura de e-mails, analise a quantidade de leads que não estão abrindo o e-mail, pois eles podem marcá-lo como spam, afetando assim os resultados com os leads que já estão engajados.

Opte por criar estratégias para que os leads desengajados sejam transformados em ativos. Acredite! Eles só precisam de um tratamento especial! Invista em relacionamento, criando, por exemplo, conteúdos personalizados.

Escolha muito bem o seu conteúdo

Para manter a sua lista de e-mails saudável, é importante reduzir os hard bounces, como já falamos, mas também diminuir a quantidade de reclamações de spam e de descadastramentos. O segredo maior, nesse caso, é: escolha muito bem o seu conteúdo.

Para as pessoas que já fizeram reclamações, procure oferecer algo que gere valor, como e-books, palestras gratuitas, entre outros. Nessa fase de reaproximação e de relacionamento frágil, seja consciente e aposte em conteúdos com maior receptividade.

Uma boa tática é analisar qual foi o tema ou motivo que trouxe essa pessoa até a sua lista de e-mail e produzir conteúdos similares com os que fizeram com que ela se relacionasse com o seu negócio.

Conclusão      

            Uma boa base de contatos é essencial para que a sua estratégia de marketing digital funcione de forma efetiva. Caso ela seja defeituosa, pode comprometer todo o processo e até mesmo encontrar resistência pelo caminho, como ser marcada como spam, por exemplo.

Além de tudo, é uma base de contatos saudável que vai aumentar ainda mais o seu ROI (Retorto sobre investimento) e  vamos combinar que é isso que as empresas desejam, não é mesmo? Porém, não se esqueça: o foco deve ser sempre em qualidade antes de quantidade!

Essas foram as nossas dicas para que você tenha uma lista de e-mails saudável e que possa usufruir de tudo o que essa base pode oferecer para o seu negócio. É claro que demanda trabalho, mas nada que você junto com a sua equipe não consigam fazer, pois os resultados serão positivos e motivadores.

Agora que você já sabe das nossas dicas, que tal começar a colocá-las em prática?

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on LinkedIn0